Visão Sistêmica e Nova Medicina Germânica são apresentadas em Pato Bragado

A visão sistêmica e a nova medicina germânica estão entre as tendências de tratamento terapêutico atual. Ciente dessa nova habilidade de tomar decisões de acordo com o cenário vivido pelo indivíduo e ponderando os diversos elementos que influenciam seu funcionamento, a Secretaria de Assistência Social apresentou o assunto na noite de ontem (24), aos clubes de mães, Conselho da Mulher Empresária e comunidade em geral.
A palestra conduzida pela terapeuta e coach sistêmica, Roseli Reichert Wagner, transcorreu com explicações teóricas e apresentação da metodologia terapêutica que acontece de fato e que pode ser percebida no dia a dia, como explica a secretária de Assistência Social, Marli Wollmann: “As constelações sistêmicas têm sido utilizadas em diversas situações, inclusive judiciais para mediação de conflitos, estimulando a conciliação familiar”, afirma, revelando que a intenção foi apresentar essa nova técnica de terapia alternativa para que se torne conhecida no município e possa ser uma forma a mais de facilitar a mediação de conflitos, mantendo a harmonia familiar.
A palestrante disse que é comum as pessoas se vincularem, inconscientemente, a problemas presentes no sistema familiar. “Chegam a adoecer, pois tais padrões construídos levam de encontro à infelicidade, a dor, aos medos provenientes de um lado oculto (inconsciente), desconhecido da história de cada um”, apontou.
Acerca desse comportamento, a facilitadora falou sobre o pertencimento, o equilíbrio entre o dar e receber, sentimentos como ansiedade, depressão, doenças leves e crônicas, infelicidade, medos, angústias, a sensação de estar perdido, de nunca encontrar a felicidade, dificuldades na vida efetiva, insatisfação e frustração na vida profissional, dificuldades e conflitos na área financeira.