Comissão aponta mudanças no Plano de Carreira dos profissionais da educação

Baseada nas orientações do Tribunal de Contas, Fundeb e Lei de Diretrizes e Bases (LDB), uma comissão representada por professores e educadores infantis estuda, juntamente com as Secretarias de Educação, Administração e Finanças, procuradoria jurídica e setor de recursos humanos da administração de Pato Bragado, a reformulação do Plano de Carreira (cargos e salários) do magistério.
Ocorre que desde 2006 foram realizadas mudanças paliativas, mas nada significativo e, a partir desse ano, vários encontros já foram realizados para promoção de alterações nos artigos da lei do magistério. “São mais de 10 anos sem mudanças, e estamos empenhados na adequação às novas leis relacionadas ao Plano ao Plano Municipal e Nacional da Educação, e até mesmo na Reforma da Previdência, incluindo o impacto financeiro para a administração”, argumenta a secretária de Educação, Cristiane Bonatto.
A secretária menciona que o estudo acerca da atualização do plano poderá encerrar na segunda-feira (15), com novo encontro promovido pela comissão. “Feito isso, encaminharemos para análise financeira e, em seguida para apresentação ao prefeito Leomar Rohden (Mano), finalizando com o envio à Câmara de Vereadores para análise”, discorre.