Cemitério de Pato Bragado passará a contar com ossuário e local para destinação dos mais diversos resíduos

A administração de Pato Bragado está promovendo novos investimentos no cemitério do município. As obras são de construção de um local para destinação dos resíduos recicláveis, não recicláveis e restos de construção civil, bem como de um ossuário com 50 gavetas, dentro do que prevê o Instituto Água e Terra (IAT) do Paraná para que o cemitério obtenha nova licença operacional de regularização.

Para que os serviços ocorram conforme as normativas do instituto, a administração segue as determinações do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) e o Plano de Controle Ambiental (PCA), elaborados pela Andes, uma empresa especializada em geologia e meio ambiente.

A empresa com sede em Curitiba permaneceu por diversos dias em Pato Bragado onde promoveu a avaliação da área do cemitério e entorno imediato, caracterização geomorfológica, geológica e hidrogeológica, instalou poços de monitoramento, coletou amostras de água, elaborou um plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde que culminaram no PCA.

As obras custarão R$ 82.485,82 e segundo o prefeito Leomar Rohden, o Mano, a destinação correta dos resíduos será benéfica à saúde pública e ao meio ambiente,
enquanto que o ossuário será utilizado após o processo de exumação, atendendo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).