Imprensa - Notícias
06-09-2017 Setembro é o mês da prevenção dos casos de suicídio

Setembro é considerado o mês de conscientização e prevenção do suicídio. Nesse período acontece a campanha Setembro Amarelo e é comum ver espaços públicos decorados ou iluminados com a cor amarela.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, nove em cada 10 casos de suicídio poderiam ser prevenidos.
Para a psicóloga do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), Vanessa Schons Ripp, o suicídio é um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas. “Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que alguém próximo está com ideias suicidas”, revela.
A psicóloga comenta que comportamentos suicidas geralmente resultam da interação de vários fatores, e o mais comum é a depressão. “De acordo com estudos, a depressão está envolvida em mais de 50% dessas tentativas de morte. Os fatores de riscos podem envolver problemas matrimoniais, abusos de drogas e álcool, desentendimentos com os pais (entre adolescentes) ou o rompimento de uma relação importante. Situações que acabam sendo a última gota em um quadro em que há uma série de circunstâncias perturbadoras”, aponta a profissional.
Pensando nisso, Vanessa conta que a administração de Pato Bragado dispõe de atendimento psicológico pela Secretaria de Saúde. “Toda e qualquer situação deve ser acompanhada de perto, pois falar no assunto faz com que a pessoa tenha o suporte necessário”, orienta, frisando que é necessário que a pessoa busque ajuda e atenção de quem está à sua volta.