Imprensa - Notícias
Convênios Itaipu  (2)
Divulgação
06-07-2018 Pato Bragado firma parceria de R$ 5, 5 milhões com a Itaipu Binacional

Pato Bragado está entre os 54 municípios que assinaram, no início da semana, em Curitiba, novos convênios de cooperação técnica e financeira para implementação de um conjunto de ações socioambientais conservacionistas com a Itaipu Binacional. O novo convênio é de R$ 5.249.085,20 (R$ 3.017.271,81 da Itaipu e R$ 2.231.813,39 do município) e engloba atividades de adequação, cascalhamento, calçamento ou pavimentação poliédrica de estradas rurais, abastecedouros comunitários, destinação adequada de dejetos orgânicos, construção de cercas e reflorestamento para proteção e recuperação de matas ciliares, implementação de um programa de educação ambiental, implantação e acompanhamento do programa Participativo de Avaliação Integrada e Monitoramento da Qualidade da Água, apoio à piscicultura, práticas mecânicas e culturais de conservação de solos, destinação adequada de embalagens e materiais contaminados por agrotóxicos, proteção e recuperação de nascentes, construção de cisternas e implantação da coleta solidária com catadores, entre outras que serão implantadas no período de 36 meses.

ÁREA DE CONVIVÊNCIA E LAZER
Na capital do Estado o prefeito Leomar Rohden (Mano), também firmou parceria com a Binacional para a implantação da área de convivência e lazer à comunidade de Pato Bragado, nas proximidades dos bairros Mutirão, Alvorada e Loteamento Social.
O prefeito Leomar Rohden, o Mano explica que no plano de trabalho constam R$ 339.992,77, sendo R$ 205.441,90 da Itaipu e R$ 134.550,85 da administração municipal que serão investidos na construção de área de vivência, pista de skate, bancos, arquibancada e calçamento em concreto, implantação de iluminação de led, instalação de bebedouros e reforma de depósito de materiais esportivos, além de implantação de drenagem superficial de entorno.
Segundo o prefeito essa é uma antiga reivindicação da comunidade, principalmente dos bairros e a estrutura será edificada em uma área disponível, localizada no acesso dos loteamentos. “Dessa forma, além de criar uma identidade para o local, se configurará em um importante local de incentivo ao desenvolvimento de atividades de saúde e bem-estar”, discorre o gestor.