Imprensa - Notícias
20-09-2018 Atendimentos no ônibus lilás seguem até às 17 horas em Pato Bragado

Cientes de que muitas mulheres são vítimas de violência e sofrem caladas no município, seja por vergonha ou por medo, a Secretaria de Assistência Social, com apoio da Secretaria de Saúde e Conselho da Mulher Empresária de Pato Bragado realiza até às 17 horas de hoje (21), um trabalho de orientação, acolhimento e prevenção ao problema.
A iniciativa partiu da chegada do ônibus lilás no município. Ele possibilita, em seu ambiente e com total privacidade, a ampliação do atendimento prestado pela rede do Creas municipal, composta por advogado, assistente social e psicóloga.
Conforme a secretária de Assistência Social, Marli Wollmann, o ônibus está instalado na rua Maringá, proximidades da praça central. Ela explica que além desses atendimentos, também são realizadas palestras por representantes do Núcleo Maria da Penha e do programa de Orientação Social, Maria da Penha de Marechal Cândido Rondon e pelo Creas local, aferição da pressão arterial pela Secretaria de Saúde aos estudantes e agentes comunitárias de saúde, consideradas estratégicas para apontamento das situações de violência doméstica.
Marli explica que o Brasil ocupa o quinto lugar no mundo, no ranking de violência doméstica contra mulher. Cita que isso ocorre de diversas formas, entre elas a de humilhar, xingar e diminuir a autoestima, tirar a liberdade de crença, fazer a mulher achar que está ficando louca, controlar e a oprimir, expor a vida íntima, atirar objetos, sacudir e apertar os braços e forçar atos sexuais desconfortáveis. “Portanto, enquanto isso acontecer, continuaremos promovendo todas as ações possíveis para proteger as mulheres em situação de violência de futuras agressões”, garante.